Home » » Ainda assim...

Ainda assim...

Valeu a pena,
contigo tudo valeu a pena,
cada entrega mesmo que pequena,
multiplicou-se dentro de mim...
Mesmo que nunca tivesses,
entendido o meu amor,
ainda assim valeu a pena,
te-lo posto ao teu dispor...
Dei o que tinha para dar,
pode te ter parecido pouco,
mas só eu sei e mais ninguém,
o quanto este sentir foi louco...
Podes negar o que não viste,
podes até me contradizer,
mas não negues o que sentiste,
quando me fizeste tua mulher...
Permiti-te no meu corpo,
entre caricias e ternuras,
não foi apenas por prazer,
que aceitei as tuas loucuras,
Foi pelo amor que crescia,
dentro e fora de mim,
e que sem saber eu sabia,
que nunca tinha amado assim...
Ainda assim, valeu a pena,
todas as vezes que te toquei,
e que em teus lábios Amor,
sabor a vida eu encontrei...
Amei-te para além de mim,
até de ti, quem sabe,
este amor que viveu em mim,
nem em nós dois ele cabe...
Mesmo sabendo que te perderia,
nas embrulhadas do destino,
ainda assim valeu a pena,
ter-te tido no meu caminho...
Fui feliz na infelicidade,
e nunca te conseguirei agradecer,
todos os sorrisos que me arrancaste,
para as minhas lágrimas esconder...
Valeu a pena, sim,
ainda assim valeu,
ter-te tido no meu coração,
mesmo não sendo tu meu...
Foste-me emprestado pela vida,
só para lhe dar sentido,
pelos teus olhos eu conheci,
um mundo muito mais colorido...
Quando já nada esperava,
tu vieste sem eu pedir,
aninhaste-te na minha alma,
sem que eu te pudesse impedir...
Valeu a pena,
tudo o que vivemos os dois,
ainda assim valeu a pena,
ter esquecido o depois...

*** Ártemis ***
 
Support : Copyright © 2015. fragmente dinviata - All Rights Reserved